Translate

Quem somos, de onde viemos, para onde vamos, hein?!

Olá!

Somos o casal Se Ela Corre Eu Corro e, individualmente, atendemos pelos nomes de Gabriel e Cristiane! rs

Corredores pangarés amadores apaixonados por trail running, adoramos compartilhar nossas histórias e fotos para inspirar outras pessoas a deixar o sedentarismo e curtir a natureza - e também usamos o blog como um diário pessoal mesmo... vira e mexe voltamos aqui para ler relatos de provas passadas e tentar resgatar a emoção daquele momento.

Aliás, a intenção do blog é mais ou menos essa mesmo: ser um diário compartilhado com quem tiver interesse de ler (afinal, se quiséssemos fama e glamour estaríamos tirando fotos na frente do espelho, fazendo duck face, segurando um copo de suco verde e dando dicas de nutrição e treinamento, né! rsrs).

Já corremos na Espanha, França, Estados Unidos, Argentina, Chile e em várias partes do nosso lindo Brasilzão!

Nosso início nas corridas de montanha pode ser lido aqui: http://seelacorreeucorro.blogspot.com/2013/08/run-to-hills-o-inicio.html

3 comentários:

Carlos Penteado disse...

Parabéns casal, super bacana o blogg de vocês.
Estou indo participar da Maratona de San Martin de Los Andes. Já corro há muito tempo no asfalto e agora estou começando me aventurar no mundo off road.
Você conhecem esta prova?
Estou treinando com um pearl izumi road N1, você conhecem este tenis ou sabem me dizer se dá para encarar as montanhas com ele?
Em relação a bolhas...vi que em um trecho passaremos por um rio, ou seja, vou molhar bem as canelas. Levo uma meia extra na mochila?
Obrigado e grande abraço!
Boas corridas em 2016!!

Gabriel C. disse...

Olá, Carlos! Não corremos essa prova. É a Patagônia Run? Se for, ela é muito bem falada. O Pearl Izumi é um tênis muito bom, mas o solado do Road N1 não vai ser muito útil se você pegar lama ou areia pedras soltas, por exemplo. Como não corri essa prova, não sei dizer se será preciso um solado mais agressivo. Com relação às bolhas, é muito comum cruzar rios em provas de montanha. E raramente vejo alguém trocando as meias por isso (só mesmo em ultras e olhe lá). Mas se quiser levar uma na meia e trocar depois de umas 5h de prova, pode ser interessante! Boa prova e bons treinos!

Gabriel C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.